Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




 Um Beijo Inesquecível (Fairleigh Sisters, #1)

Se alguém ainda tem dúvidas que o estado de espirito influência o modo como nos sentimos em relação a um livro não há nada como apresentar um caso. Este é o meu caso. Tenho este livro já a algum tempo e sabia que quando o li da primeira vez não tinha gostado, tanto que nem me lembrava da história. Um dia destes estava a olhar para a estante (que tem aumentado bastante nos últimos anos, yey, a caminho de realizar o sonho de ter uma parede cheia de estantes com livros) e olhei para este livro, ele olhou para mim e pensei "tenho de te ler outra vez, nem que seja para me relembrar porque não gostei quando a sinopse parece interessante".

 

Laura Faileigh é orfã e dependeu da caridade de uma senhora até esta morrer. Em perigo de perder a única casa que conheceu, Laura pensa que tem de casar até aos vinte e um anos para não perder a casa que a senhora lhe deixou, antes que o filho dela, Sterling Harlow - conhecido como o diabo de Devonbrooke - venha despejá-la. Como todos os candidatos ou não tomam banho ou são demasiado peludos, Laura parece estar sem saida. Até que encontra um estranho na floresta que perdeu a memória e a jovem resolve mentir e diz-lhe que é o seu noivo.

 

E não é que desta vez gostei do livro? Apesar de ao inicio Laura parecer uma desmiolada e o Sterling um autentico bon vivant endiabrado, consegui sentir empatia suficiênciente com as suas histórias para perceber porque a Laura mentiu e porque o Sterling é tão frio e desligado. A primeira parte do livro é deliciosa, o noivo sem memória, as mentiras da Laura, quando tudo é descoberto e o suspense do que vem a seguir. Os irmãos da Laura são muito engraçados e em conjunto com a Cookie e o marido dela formam um quadro que mantêm o humor e torna a história divertida (a Lottie - a irmã da Laura - é uma persoagem muito endiabrada, com os seus gatos, e teve direito ao seu próprio livro que é o segundo desta série, penso que não existe em português). Numa segunda parte, quando o noivo recupera a memória e o que se segue acaba por não ser tão interessante porque também as personagens mais divertidas desaparecem durante alguns capitulos. O final é fofinho como se pede e fiquei tão curiosa por ler o segundo livro desta série, para ter mais um bocadinho do Sterling e da Laura (fofos, adoráveis e com mau humor - no caso dele) e conhecer a Lottie em adulta, deve de ser uma personagem uau!

 A Kiss to Remember (Fairleigh Sisters, #1) A Kiss to Remember (Once Upon A Time) Un sarut de neuitat (Fairleigh Sisters, #1)

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:13

Escândalos Privados

Quem quer conhecer duas rainhas dos talk shows do inicio dos anos 90? É isso mesmo, Escândalos Privados tem como protagonista Deanna Reynolds uma jornalista ambiciosa que quer chegar a apresentadora famosa no mundo do entretenimento e que tem como mentora Angela Perkins, a actual rainha dos talk shows que é na realidade, uma grande cabra. As duas acabam por se chatear e tornam-se rivais, o que piora quando Deanna consegue o seu próprio talk show que começa a roubar audiências a Angela. E pelo meio da história, Deanna tem um fã obcecado que começa a matar pessoas que de uma forma ou outra a magoaram.

 

Primeira pessoa que me vem a cabeça ao ler a sinopse do livro ...

commercial oprah i feel you oprah winfrey weight watchers

A Deanna é a típica boa moça que com trabalho e suor alcança o sucesso. A Angela é a típica história da criança com infância lixada que ficou meio psicótica mas que conseguiu o sucesso com muito trabalho (sendo algum dele horizontal ou com recurso a chantagem). O Finn é o moço que era amante de uma e se apaixona por outra (adivinhem quem é quem?). E a personagem obsessiva é o típico que idolatra a Deanna e mata para a conquistar. Ou seja, partido aos bocados a história não tem assim nada de muito novo e está cheia de clichés, mas acaba por resultar, parte derivado ao mau feitio e aos planos maquiavélicos da Angela que acabam por espicaçar a coisa e também derivado da competição entre as duas. Os homicídios acabam por tirar a parte mais "hollywodesca" da história e torná-la mais em policial, bem como algumas peripécias a Angela. Gostei da Deanna e da Angela e das guerras entre elas. O romance da Deanna com o Finn é fofinho, mas não me pôs a suspirar. Também foi interessante conhecer um pouco o mundo por detrás das câmaras, embora meio que desactualizado (quando a Deanna sugere porem música numa reportagem e é mencionado como uma grande ideia, talvez o fosse nos anos 90...). 

Escândalos Privados Private Scandals Escândalos Privados

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:33

Os Grandes Mistérios da História

Se vivêssemos numa sociedade perfeita em que pudéssemos de verdade seguir os nosso sonhos eu teria estudado história. Na escola sempre foi uma das minhas disciplinas preferidas e sempre adorei ver documentários e ler livros sobre tudo e mais alguma coisa sobre o tema excepto os descobrimentos (incrível como o período mais glorioso para o nosso país é aquele sobre o qual menos gosto de saber ... ). Mas voltado aos sonhos, apesar de ter seguido profissionalmente a terceira coisa que mais gostava (e que me deixa bastante realizada) a história e as artes continuaram a fazer parte da minha vida de forma suave e contribuem bastante para o meu bem estar after work (e quem sabe se tivesse seguido uma destas áreas podia não me dar tão bem com elas como dou agora).

 

Este livro conta com trinta factos que ainda hoje não foram resolvidos (alguns deles) e mostra alguns avanços que foram feitos acerca da sua resolução com recurso a tecnologias mais modernas. Segundo consegui perceber é baseado numa série de documentários de mesmo nome do Canal História (como vejo pouca televisão e nem sequer tenho tv cabo - a qual não sinto falta - não conhecia a série e por isso o livro foi uma boa surpresa). Desde o Titanic, ao triângulo as bermudas, ao santo graal há de tudo um pouco e para todos os gostos. E se houve histórias que pouco me surpreenderam - como a do Titanic e dos seus irmãos que já conhecia os factos - ouve outras das quais gostei bastante: as conspirações nazis, os mistérios religiosos, o El Dorado, ... As menos interessantes para mim foram as dos ET's, confesso que é um tema que me diz muito pouco.

 

Um bom livro para amantes de história, embora não me tenha ensinado muita coisa nova, houve sempre a aquisição de algum novo conhecimento e relembrei outros tantos factos interessantes.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:55

Sem medo do destino (D.C. Detectives #1)

Quando li num capitulo deste livro que o presidente americano tinha voltado de uma visita da Alemanha Ocidental fiquei a pensar que já ninguém usava este termo desde a queda do muro de Berlim. Fui verificar a data da publicação original deste livro e constatei que era 1987. A edição que li era de 2015. Factos editoriais à parte, apesar da idade do livro, não fosse a menção deste facto histórico não teria dado por ela. É claro que há uma total ausência à menção de tecnologias actuais, mas afinal isto é um romance lamechas.

 

O foco central da história é um conjunto de homicídios com carácter religioso cometidos por um homem que a imprensa apelidou de o padre. Ben Paris é um dos detectives responsáveis pelo caso. Como não estão a obter novas pistas e continuam a aparecer novos cadáveres, decidem contratar uma psicóloga para fazer um perfil psicológico do assassino. É ai que entra a Dr.ª Teresa Court. Os dois envolvem-se e ela fica na mira do assassino.

 

Uma coisa que gostei neste livro foi o foco que foi dado a algumas histórias de pacientes da Tess, como o caso do Joey, um adolescente que teve problemas com álcool causados pelo divorcio dos pais. Os homicídios apesar de chocantes, não são assim muito apelativos, afinal não trás nada de muito novo, o assassino é meio atirado ali para o meio para incluir o cliché de "estar mesmo debaixo do nosso nariz". O Ben e a Tess são personagens a quem falta densidade e o romance deles, mais do mesmo. Para o fim a história já me começava a cansar, não avançava para lado nenhum. Para quem é fã da autora, força, para os outros, é mais do mesmo.

 

Sacred Sins (D.C. Detectives, #1)Polos opuestos

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:55

 

Esta é a história do livro que me fez gostar de livros (foi o primeiro que me deixou completamente obcecada por uma história, que não consegui largar até ao fim). É claro que não o li pela primeira vez agora, mas como resolvi voltar a perder-me neste mundo, decidi fazer-lhe aqui uma pequena homenagem, afinal foi há mais de dez anos que conheci a que viria a ser a minha autora preferida.

 

Passado numa Irlanda que ainda não tinha esse nome, a filha da floresta conta-nos a história de Sorcha e dos seus seis irmãos que cresceram sobre a asa protectora de Sevenwaters, o tuah do pai deles que incluía uma floresta encantada e um lago. Até que um dia as coisa começam a mudar e o pai de Sorcha casa de novo. A madrasta acabará por lançar uma maldição sobre os irmãos de Sorcha transformando-os em cisnes e só Sorcha com um grande sacrifício poderá libertá-los.

 

Apesar de poder parecer uma história tonta, a filha da floresta é muito mais que isso. Tem lealdade, amor e muito sofrimento, magia, uma mistura da fé antiga do pagão e da nova fé católica. E rivalidades, guerra e dor. Sorcha é uma protagonista como há poucas: com a sua simplicidade e amor incondicional é impossível ser-lhe indiferente. A descrição cultural e a forma como este livro está escrito é qualquer coisa entre o delicado e o intenso. O modo como tudo se passa faz-nos sentir como se também nós fizéssemos parte de Sevenwaters e da sua magia. Os maus são maus como deve ser e os bons sofrem quase até ao fim. É uma história humana: o felizes para sempre não é perfeito e não deixa de haver perdas que acabaram por ser reavivadas nos livros seguintes - seguiram-se mais cinco (três na trilogia original e mais três que vieram mais recentemente - e por imposição da editora à autora). Ideal para quem gosta de magia, mitologia irlandesa e claro de protagonistas femininas fortes.

Diz que sai um novo livro da autora este mês.. yey!!

 Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:37



Disclaimer

Todas as imagens de livros publicadas são retiradas do site das editoras ou dos próprios autores. A imagem de fundo pode ser encontrada aqui.

Classificação

Nem consegui terminar
Não gostei
Ok
Bom
Amei

Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.