Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Filha do pecado

31.08.16

Filha do Pecado

É sempre difícil e até injusto escrever uma opinião de um livro autobiográfico. Afinal trata-se da vida (maioritariamente) sofrida de uma pessoa e estar a dizer que podia estar melhor escrito ou ter um ritmo mais coerente é simplesmente estranho.

 

Leila Aziz cresceu como abandonada no Sudão. Passou por diversas instituições, desde orfanatos até a aldeias de crianças (onde várias crianças vivem numa casa com uma "mãe", numa aldeia constituída por várias destas casas). Conheceu a falta de carinho, a fome e o preconceito. Em adulta, depois de tentar ser "normal" optou por dedicar a sua vida à causa dos abandonados e contar a sua história ao mundo.

 

A história acaba por ter duas partes: uma num tom mais infantil que retrata a infância da Leila e a parte em que Leila cresce e tem as perceções do preconceito e de como é ser abandonada e ser mulher num pais como o Sudão (contraste de culturas grande com a sociedade ocidental, onde ainda é o homem que tem o poder de decidir o destino de uma mulher). Acho que ás vezes é importante ler este tipo de livros para conhecer outras realidades culturais e sobretudo histórias de mulheres que lutam por um mundo melhor.

 

Daughter of Dust: Growing up an Outcast in the Desert of Sudan Nežni dodir sunca

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:37




Disclaimer

Todas as imagens de livros publicadas são retiradas do site das editoras ou dos próprios autores. A imagem de fundo pode ser encontrada aqui.

Classificação

Nem consegui terminar
Não gostei
Ok
Bom
Amei

Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.