Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Filho de Thor

16.10.14

 

A primeira vez que li este livro, foi há mais de dez anos. Na altura estava disponível na biblioteca da terra e eu não hesitei. Fiquei fascinada (embora não tão fascinada como fiquei pela trilogia Sevenwaters da mesma autora) com uma história simples, mas que questiona valores tão importante como a amizade, a lealdade e o verdadeiro valor de um pacto para a vida.

 

Eyvind é um jovem vicking que sempre sonhou em ser um grande Pele de Lobo (os guerreiros de elite do povo vicking) e é para isso que treina todos os dias. Um dia recebe do irmão a tarefa de "tomar conta" de um irmão de um nobre, Somerled, um jovem taciturno e que desperta a inimizade de todos os amigos de Eyvind. Contra todas as probabilidade, os jovens tornam-se amigos e fazem um pacto para a vida, serem irmãos de sangue, um juramento cuja a importância só é superada pelos deuses. Os anos passam e Eyvind realiza o seu sonho e torna-se um grande guerreiro, enquanto que Somerled aprende a circular nos círculos de influência do Jarl. Um dia, o irmão de Somerled decide partir a descoberta de um arquipélago e os dois amigos vão com ele. O que não esperavam é que aquela viagem viesse a mostrar o melhor e o pior de ambos.

 

A história é simples e Eyvind é um herói a altura, que me surpreende pela posição que toma (embora já vá tarde). Somerled sempre me inspirou sentimentos contraditórios. Se por um lado tinha pena dele e do que o irmão lhe fez, por outro sempre houve ali um sentimento que algo de errado se passava. Um bom livro, nada de espectacular, mas mesmo assim garante bons momentos.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13

Para Sempre

11.10.14

 

Há já algum tempo que não lia um romance histórico interessante. Sempre achei interessante aquele cliché da sociedade aristocrática inglesa, aquelas regras que todos fingiam cumprir, mas quebravam constantemente pelas costas.

 

Vitória é uma jovem americana que ficou, juntamente com a irmã, órfã. Tendo como únicos parentes vivos uma avó e um primo distante em Inglaterra, ela e Dorothy são separadas, ficando Vitória à responsabilidade do primo e do sobrinho dele, Jason Fielding um homem temido e bastante fechado.

 

E temos tipicamente a história da rapariga doce, mas com presença que a pouco e pouco entra no coração do moço com traumas, mau feitio e uma grande carapaça. Gostei da história e sobretudo gostei imenso de Vitória, uma heroína a altura do nome. Quanto à personagem masculina, apesar de as vezes ter uns laivos fofinhos, achei-o em certas partes demasiado violento e demasiado obtuso (e sobretudo era frustrante quando num momento estava furioso e em segundos passava a super devotado e preocupado). Eu bem sei que nos mulheres sempre achamos piada à ideia de conseguir quebrar a carapaça de um homem durão e como muitas de nós nos sentimos atraídas pelo tipo inalcançável, mas na vida real, não me parece que seja assim tão agradável.

 

Uma leitura interessante com alguns momentos cómicos que me fizeram dar algumas gargalhadas, mas que pecou (muito) pela intransigência dele (quando se estava quase no fim do livro já enjoava, e não é propriamente um livro pequeno).

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:00

Quando recebi este livro de oferta, olhando para ele, vendo o titulo e a sinopse achei que ia ser um romance fofinho de duas irmãs que o destino separou e por um motivo se encontram. Talvez pela capa ser cor de rosa, mas neste caso, a capa engana, porque o livro é tudo menos cor de rosa.

 

Romy e Thea são duas irmãs que foram vitimas de tráfico infantil e que nem sabem da existência uma da outra. Enquanto Thea teve "sorte" e cresceu numa das famílias mais ricas da América, Romy cresceu num orfanato na Alemanha de Leste, que era usado como fachada para jogos muito mais obscuros. E desde o seu nascimento até aos dias de hoje vamos acompanhando a vida e os dramas destas tuas irmãs com vidas tão distantes, mas que acabam por sofrer os mesmos dramas, em que Thea apesar de rica, tem traumas profundos e vê a sua família destruída e Romy, que nunca teve ninguém, luta com todas as suas forças esquecer um passado violento, mas que a vai perseguir até ao fim, tornando-se uma bola de neve que a vai acabar por esmagar.

 

É aquele género de livro que nos revolta pela injustiça, em como o certo pode ser tornado errado e sobretudo como os homens muitas vezes pensam que podem cometer crimes sexuais e sair impunes, destruído a vida de muitas mulheres. Foi muito fácil criar empatia com estas personagens que apenas querem encontrar o seu lugar no mundo e ser amadas, mas a quem a vida insiste em pregar partidas. Ao mesmo tempo há ao longo do livro um enquadramento interessante com factos importantes que aconteceram nos últimos quarenta anos tanto na Europa como na América. Uma leitura mais que recomendada.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:45



Disclaimer

Todas as imagens de livros publicadas são retiradas do site das editoras ou dos próprios autores. A imagem de fundo pode ser encontrada aqui.

Classificação

Nem consegui terminar
Não gostei
Ok
Bom
Amei

Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.