Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O grito do corvo

31.07.17

O Grito do Corvo (Crónicas da Terra e do Mar, #3)

Na continuação das Crónicas da Terra e do Mar, depois da tempestade, o Rouxinol fica em maus lençóis ao mesmo tempo que se descobre como Corvo reage à mentira de Leonor. Mas o eterno inimigo de Leonor, Tomás Rebelo, está mais próximo dela do que ela pensa.

 

Fiquei com sentimentos ambíguos em relação a este livro, que honestamente acho que ficou atrás do anterior. E penso que não se justificava a existência deste livro, bastava por mais três ou quatro capítulos no anterior. Embora consigo perceber o porquê desta opção: eu própria me queixei, no fim da última saga da autora, que gostava de ter visto mais do felizes para sempre do Lysander e da Kelda, portanto, neste livro, ai a meio, as grandes questões não românticas estão resolvidas. A partir dai, temos apenas a adaptação de Leonor à nova família e a teimosia de Corvo. Mas lá se entendem e têm o merecido felizes para sempre durante alguns capítulos. Desvantagem: como todas as questões centrais são resolvidas cedo, e apesar de ter gostado de conhecer mais da relação deles, não houve aquela chama que me costuma fazer devorar os livros desta autora, porque os grandes mistérios estavam quase todos resolvidos. 

 

Tirando tudo isto, gostei das personagens surpresa que aparecem quase no fim e sobretudo do final, que fez uma ligação com a história real da descoberta das ilhas das Flores e do Corvo e penso que foi muito original e bem conseguido. Claro que no fim fiquei com nostálgia e com saudades das personagens, sem dúvida que queria mais desta saga, que supostamente ficou por aqui. E apesar de ter atado todos os nós, penso que se um dia a autora decidir continuar com esta aventura, existe muito por onde pegar.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:42

Filhos do Vento e do Mar (Crónicas da Terra e do Mar, #2)

Depois de muitos anos de espera, saíram finalmente os dois últimos livros das crónicas da terra e do mar. Como já não me lembrava muito bem da história e o primeiro livro não me tinha causado o mesmo impacto dos outros livros da autora, demorei algum tempo até continuar com esta aventura, apesar de nunca me ter passado pela cabeça deixar a história a meio, faltava apenas acordar o bichinho da leitura.

 

Como de costume, o livro anterior deixou um limbo, em que Leonor e Guida encontravam-se no barco do infame pirata Corvo e em que Leonor descobre quem é o pai e se faz passar por um rapaz. Neste livro, em que a ação se passa toda a bordo do Rouxinol, vemos Leo transformar-se de fidalga num marinheiro, levando o seu embuste com relativo sucesso. Ao mesmo tempo que Leo cria amizade com os piratas que desprezava, uma estranha relação de amizade/ódio surge entre ela e o capitão e vai-se conhecendo a pouco e pouco mais sobre o Açor e o Corvo. Nos entre tantos, Guida apaixona-se por um membro da tripulação e põe o disfarce de Leonor em perigo.

 

Ao inicio custou-me a entrar no ritmo, já não me lembrava de algumas coisas do primeiro livro e não estava com espírito para o reler antes de começar este. Mas à medida que fui relembrando, que vi Leo passar de uma menina mimada a uma jovem marinheira corajosa, comecei a sentir uma ligação maior com ela e com a maioria da tripulação do Rouxinol e um ponto muito bom deste livro é que consegue fazer-nos sentir como se estivéssemos mesmo lá. As personagens são coloridas e preenchidas e a partir de meio do livro, já me sentia completamente imersa nele. Tenho de dizer que gostei mais deste que do primeiro devido a ação não estar tão dispersa e ao amadurecimento das personagens. O fim, apesar de não ser tão caótico como a autora nos habituo-o noutros livros, deixou uma grande interrogação que me vai fazer ir a correr comprar o terceiro livro: Corvo descobriu a identidade de Leonor.

 

Para quem gosta de fantasia com romance e um pouco de história, tudo made in Portugal, os livros de Sandra Carvalho são um bom petisco.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:58

Uma Chuva de Diamantes

A história começa com um magnata que gosta de jogos e decide fazer um com os seus herdeiros: converter uma grande parte da herança e deixar um mistério por resolver. Nenhum dos herdeiros lhe herdou a garra e ele apenas sente empatia por Maria Carlota, uma neta que não passa de uma criança quando ele morre e que acaba por ser a chave para o mistério da herança perdida. Ao longo do livro é nos dado a conhecer a história deste magnata e como passou de um órfão a um homem poderoso e de uma das suas noras, Sónia, uma criança de aldeia que se converte numa modelo e por fim numa esposa. 

 

Estava à espera de bem mais, porque apesar de ter um estilo semelhante a outros livros da autora, acho a história e a envolvência mais pobres. Gostei da história da Sónia, tive pena do que aconteceu a Maria Carlota, mas o meu ponto preferido foi sem dúvida o desfecho final dos diamantes: o sitio onde estavam escondidos era bastante óbvio, não percebi porque não os encontraram mais cedo.

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:48

A Maldição do Vencedor (A Maldição do Vencedor, #1)

Num mundo fantástico, este livro trás a história de duas raças, os loiros versus os morenos, os dominantes versus os dominados. Kestrel é filha de um poderoso general Valoriano, que há muitos anos conquistou aquelas terras e fez dos seus antigos habitantes escravos. Esta jovem vive presa a um de dois destinos quando fizer vinte anos: alistar-se no exército ou casar (parece que é lei), mas ela não quer nenhum destes destinos, quer apenas tocar música (que é considerado inferior e apenas deve de ser feito pelos escravos). Um dia, devido a um conjunto de coincidências (ou não!) ela adquire um estranho escravo, Arin, que lhe pode custar tudo o que tem.

 

As expectativas eram altas, mas confesso que na primeira parte do livro saíram defraudadas.. nesta fase nenhum dos protagonistas me convenceu, e o livro era até certo ponto repetitivo, Kestrel vive no dilema, Kestrel vai a bailes, Kestrel não sabe bem o que fazer com o escravo. E o Arin pouco ou nada me dizia nesta fase, como se a sua personalidade estivesse quase completamente anulada. Mas lá pelo meio do livro a coisa mudou e começou a acontecer muita coisa depressa, os papeis inverteram-se, Kestrel deixou de ser a mimada filha do general e o Arin o escravo estranho, e ai deram ares da sua personalidade. Penso que algumas explicações sobre este universo podiam ter sido mais exploradas, principalmente na primeira parte. E apesar do final com uma grande reviravolta e de no geral ter gostado, no fim não fiquei com grande vontade de ler a continuação, como que antevendo que nada de bom vem ai... mas dizem que os dois livros seguintes são melhoras, talvez lhes dê uma chance!

 

The Winner's Curse (The Winner's Trilogy, #1)

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:49



Disclaimer

Todas as imagens de livros publicadas são retiradas do site das editoras ou dos próprios autores. A imagem de fundo pode ser encontrada aqui.

Classificação

Nem consegui terminar
Não gostei
Ok
Bom
Amei

Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.