Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




A Prometida do Capitão (Castles Ever After, #3)

Maddie é uma moça delicada que tem medo de estar em espaços com grandes multidões. Para evitar o frenesim de bailes e festas decide inventar um noivo, que está na guerra e convenientemente morre. Para ser mais real, envia-lhe cartas onde conta todos os seus segredos, na esperança que estejam a apodrecer algures sem nunca serem lidas. Mas Logan, o seu capitão fictício existe mesmo e decide bater-lhe à porta uns anos mais tarde.

 

Este livro consegue encontrar-se algures entre os outros dois que li da mesma autora. Não é tão bom como o primeiro, aliás, acho que corre o risco de ser demasiado parecido em muitos aspetos, mas não é aborrecido como o segundo. E fez-me rir, muito! É claro que a história é completamente irrealista, mas foi tão doce ler este livro, um ótimo refugio dos problemas da vida. As personagens, principalmente Maddie, não são planas. Ela consegue juntar uma mulher resolvida e que sofre de medo de multidões na mesma personagem, o que acaba por ser real, porque nenhuma pessoa de carne e osso é apenas definida por um aspeto da sua personalidade, como é uma tendência muito grande acontecer nas personagens fictícias. Quanto ao Logan, ao inicio fiquei com receio que ele fosse daquele género mais violento (que detesto!) com toda a história da chantagem, mas à medida que vão saído camadas, dá para perceber que ali há muito para contar. É claro que homens assim só existem na ficção e eu nem sou grande fã de kilts e romances highlanders, mas este aqui foi fofo. E já disse que me ri muito? Um livro que nos faz rir assim não merece menos de quatro estrelas!

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:58

A amiga

13.02.18

A Amiga

Esta a história de uma mulher que se move para Brighton com os três filhos e o marido e se vê envolvida na resolução de uma tentativa de homicídio, em que as principais suspeitas são as suas novas amigas. Cece muda-se para Brighton quando o marido é promovido, mas as coisas não lhe correm muito bem: o marido está cada vez mais distante e tem alguma dificuldade em fazer novos amigos, principalmente agora que não trabalha e foi promovida a dona de casa. Para piorar, ela descobre que a mãe "abelha-rainha" do novo colégio dos filhos, Yvonne, está em coma depois de uma tentativa de homicídio, e ao saber desta história ela tem uma necessidade urgente de os tirar de lá. Quando as coisas parecem estar a melhorar e faz três novas amigas, descobre que estas eram as melhores amigas de Yvonne e as principais suspeitas da policia.

 

A história tem quatro perspetivas: de Cece e de cada uma das suspeitas, o que ao inicio não parecia fácil de digerir, mas acaba por correr bem: consegui decorar a história e os filhos de cada uma, o que muitas vezes não acontece neste tipo de narração. Tal como Cece,à medida que vamos descobrido a história de cada uma delas e da sua relação com a Yvonne, as dúvidas vão mudando e honestamente fiquei muito surpreendida pela pessoa que tentou matar a Yvonne e os motivos, não foi nenhum dos cenários que tinha imaginado!

 

A história é fluida e a leitura compulsiva, eu queria muito saber como ia acabar e para o fim já devorava as paginas. Na realidade, o livro só não tem cinco estrelas porque havia tanta coisa para contar e para dizer que quase que poderia ter sido dividido em duas histórias: o que acontece à Yvonne e como vão as amigas reagir se ela acordar, ou até a abordagem das crianças a toda esta confusão (apesar de serem o ponto que une as personagens elas têm muito pouco destaque).

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:05

 Um Pedacinho de Céu (Smythe-Smith Quartet, #1)

Este é o que chamo um livro fofo e leve sem grandes complicações. Quem leu a série Bridgertons já ouviu falar dos infames saraus musicais da familia Smythe-Smiths, em que ouve-se tudo menos música. Este livro começa uma série de histórias sobre esta família com Honoria que toca no quarteto, gosta imenso de bolo e tem uma crush pelo melhor amigo do irmão. Marcus é um rapaz sério, que cresceu sem família e viu sempre Honoria como uma irmã mais nova, pois foi com a família dela que praticamente cresceu.

 

Gostei muito da maneira como Honoria encarava a sua atuação no quarteto e a forma como com as diversas participantes se mostraram várias abordagens ao mesmo desastre musical. O livro tem alguns momentos cómicos, outros tristes (principalmente sobre a infância de Marcus e a solidão de Honoria) e é o ideal para quem quer ler um romance leve, sem grandes quebras cabeças, com um história de amor ternurenta. Não é tão bom como os da série anterior, mas sabe mesmo bem ler um livro desta autora porque ela nunca desilude.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:14

 A Pedra das Lágrimas - Parte I (A Espada da Verdade, #3)

Eu cometi o erro de pensar que este livro era o principio de algo quando era na realidade um segundo livro. Ao inicio senti falta de empatia com as personagens e de perceber como tinham chegado ali e as histórias sub entendidas, mas com a leitura comecei a unir os pontos e a meio já sabia quem era quem.

 

A história passa-se num mundo fantástico que estava nas mãos de um tirano que foi derrotado, mas agora esta a tentar regressar do mundo dos mortos por uma brecha e trazer com ele algo muito mais perigoso, o Guardião (um equivalente do Diabo). Richard, um rapaz com poderes especiais e que derrotou este tirano é o único que pode fechar a brecha, mas ele está mais ocupado em viver o seu felizes para sempre com Kahlan, uma madre confessora (uma espécie de mediadora de conflitos). Ao ser atacado por umas fortes dores súbitas as coisas não vão correr como eles estavam à espera.

 

Esta história tem um pouco de Game Of Thrones... ninguém protagonista morreu ainda, mas tem muitas guerras e violações macabras, sexo entre Irmãs (uma espécie de freiras que estudam profecias e treinam jovens com o dom) e seres diabólicos... e pronto todo este cenário para mim é um bocado desmotivador e fez-me largar o livro durante uns dias. Os protagonistas começam juntos e acabam separados, há alguns mistérios para resolver...nomeadamente a identidade das Irmãs que trabalham para o Guardião e o que vai acontecer as personagens, mas não me senti muito tentada a continuar esta aventura, tem muitas personagens, umas quantas narrativas diferentes e de várias perspetivas o que faz com que quando um elo da história se torna interessante rapidamente mudes para outro que é mais aborrecido.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:13



Disclaimer

Todas as imagens de livros publicadas são retiradas do site das editoras ou dos próprios autores. A imagem de fundo pode ser encontrada aqui.

Classificação

Nem consegui terminar
Não gostei
Ok
Bom
Amei

Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.