Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Segredos do Passado

Esta é a história de duas crianças que vêm de estratos sociais completamente diferentes: Claire, a menina de ouro de dois clãs históricos da região, mimada e acarinha e Roan, o filho do bêbedo da cidade, que anda sujo e cheira mal. Entre eles é forjada uma amizade improvável e especial, mas algo mau acontece que os separa durante vinte anos. O reencontro acaba por provar que ainda há muita coisa do passado que os persegue.

 

A história acaba por ter duas partes: a infância e a idade adulta. A infância acaba por vezes por pecar por demasiadas descrições e muitos familiares (a família de Claire é enorme) o que numa fase inicial é confuso, mas a pouco e pouco a história torna-se familiar. A relação de amizade improvável entre Claire e Roan é ternurenta, mas esta fase também é cheia de violência. Se por um lado é uma fase intensa, por outro ouve algumas partes em que me senti saturada e com alguma falta de vontade de continuar. Nesta fase um destaque para as avozinhas, umas personagens bastante divertidas.

 

Na segunda fase, Claire e Roan lidam com as feridas do seu passado e são pessoas diferentes. Esta fase é para mim mais interessante porque há muitas pontas soltas, a querer saber o que vem a seguir e é acrescentado um novo mistério ao enredo. Confesso que a relação entre o Roan e a Claire não se tornou naquilo que eu estava à espera, mas não me senti desiludida nem nada disso, apenas foi diferente, acho que perderam um bocado a magia que tinham na primeira fase.

 

Por fim, o livro podia ter menos umas cem páginas. Perde-se muito em descrições excessivas e histórias de pessoas que nunca mais vamos ouvir falar ao longo do livro, mas não deixa de ser uma boa história, com o melhor e o pior das grandes famílias e o melhor e o pior da sociedade.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:38

A dama do retrato

Confesso que o que sabia sobre a corte de Carlos II de Inglaterra era que a nossa Catarina de Bragança tinha sido sua rainha e tinha levado para Inglaterra o hábito de beber chá. Na realidade o reinado de Carlos II começou no exílio, numa época instável, tanto politicamente como religiosamente, e foi recheado de amantes. Entre elas a aia da rainha, de seu nome Frances Stuart, que ficou famosa por resistir aos avanços do rei. Se resistiu até ao fim, a história não nos diz, mas Maeve Haran decidiu criar a sua própria versão.

 

Coisas que gostei: gostei das personagens, da forma como a história é contada. Não é aborrecida e acho que faz um retrato interessante das intrigas e jogos de poder da corte. Frances é uma protagonista de mão cheia e muito fiel aos seus princípios, mas penso que peca por ser demasiado moderna: parecia uma mulher do século XXI, tanto na maneira de pensar como de agir, o que me fazia muitas vezes pensar como isso não a meteu em sarilhos numa época em que a opinião das mulheres era suprimida e muitas vezes alvo de repreensões. Confesso que a certa altura, tal como o rei, já estava farta enquanto leitora de todo aquele jogo do rato e do gato, mas na realidade Frances pouco fazia para o encorajar, também não era justo que pagasse por isso. Barbara, a amante mais famosa do rei é na prática a má da fita, penso que há outros livros que contam a história dela, fiquei curiosa. Uma palavra também sobre a nossa Catarina, a rainha, que tem uma atitude bastante interessante em relação a toda esta perseguição do seu marido a Frances. Acabam por se tornar bastante próximas.

 

Um livro interessante para quem gosta de livros históricos com alguma criatividade à mistura.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:36

Algo maravilhoso

15.06.18

Algo Maravilhoso (Sequels, #2)

Gostei do titulo deste livro porque se enquadra perfeitamente na minha opinião sobre ele. Esta história, e sobretudo a sua protagonista, são um doce.

 

Alessandra cresceu como uma maria rapaz e percebe mais de pescar e esgrima do que de etiqueta. O seu pai ausente não lhe deixou nada e ela faz o que pode para tomar conta da mãe melancólica, o tio alcoolicamente divertido e dois criados já idosos (um meio cego e o outro meio surdo). Até que um dia salva um duque de ser assassinado e um conjunto de circunstâncias vai transformá-la em duquesa. Até que o marido desaparece e Alessandra é rejeitada pelo ambiente natural dele. Ele volta, mas Alessandra já não é a menina ingénua, mas a sensação da alta sociedade.

 

Alessandra é sem dúvida cativante. A sua simplicidade e alegria na primeira fase da história são contagiantes e o amadurecimento ao logo da história é cativante. Da menina apaixonada a mulher desiludida, ela torna-se forte à sua maneira e o jogo do gato e do rato que incentiva com Jordan é fascinante e muito divertido. Isto para não falar dos criados dela, do tio e da avô de Jordan (tudo personagens interessantes).

 

Gostei mesmo, li este livro com um sorriso nos lábios. 

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 20:18

Escândalos em Família

O nome é certo, toda esta história gira em torno de uma família e muita polémica. Após a morte súbita do marido, Alicia decide voltar à terra onde nasce, Holly Wood com os dois filhos, Nat e Darcie. Mas esta nova fase da sua vida não será fácil, pois em Holly Wood vive também a sua cunhada, Sabrina, que foi amante do marido de Alicia.

 

Este livro é na prática uma grande telenovela. Sabrina é a má da fita. Apesar de ser ela e a filha que dão cor ao livro (que seria aborrecido sem elas) tive pena de ela ser demasiado quadrada, ser desenhada apenas como a má. Não gosto de personagens que apenas têm uma vertente, todos somos bonzinhos e mauzinhos e as obsessões de Sabrina e a forma como foi descrita, tive pena, podia lhe ter sido dada toda uma outra dimensão. Ao contrário da mãe, Anabelle acaba por ter dois lados: a adolescente rebelde devido ás crises da mãe que apenas está em busca de atenção e ao mesmo tempo uma Anabelle frágil e que tem de lidar com as consequências do que fez. Quanto a toda a temática que se torna central a partir de meio livro (a violação) e acaba por lhe dar um novo fôlego, acaba por ser bem conseguida. É difícil para mim, enquanto leitora, saber quem está certo. Anabelle, a vitima, que dormia com tudo o que mexia, assediava o seu violador e depois aparece como vitima. Ou Nat, o menino bonzinho que se passou da cabeça com o que Anabelle lhe disse ao ponto de a violar. O fim acaba por ser agridoce, mas era o fim esperado, em que todos têm razão e todos ficam bem.

 

Até agora falei de quase todas as personagens do livro menos a protagonista... engraçado não é? Alicia é a típica boazinha a quem acontece tudo de mau. Sem sal completamente. As partes dela foram lidas na diagonal e ainda mais na diagonal o seu romance com o Cameron.

 

Um livro interessante, bastante novelesco, mas que prende do inicio ao fim. Foi uma leitura semi compulsiva (exceto a parte da Alicia).

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:10



Disclaimer

Todas as imagens de livros publicadas são retiradas do site das editoras ou dos próprios autores. A imagem de fundo pode ser encontrada aqui.

Classificação

Nem consegui terminar
Não gostei
Ok
Bom
Amei

Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D


subscrever feeds


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.