Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]




Um Conde Apaixonante (The Rules of Scoundrels, #2)

Lançada pelo livro anterior da série, fui atrás da Pippa e do Cross para ver no que ia dar. É fácil identificar-se com uma heroína nerd e estranha, mas a história não lhe serviu bem.

 

Pippa está prestes a casar-se com um conde, mas como mulher da ciência quer descobrir o máximo que pode sobre o que se passa na noite de núpcias. Como? Indo ao clube do cunhado propor um acordo cientifico a um dos sócios. Cross ao inicio diz que não, chama-a de louca, mas ela volta e insiste e ele lá cede.

 

Durante a leitura deste livro tive várias vezes a sensação que estava presa num circulo infinito. Porque acabava sempre num cenário da Pippa andar atrás do Cross para ele lhe explicar a mecânica da noite de núpcias. E se da primeira vez até foi engraçado, da segunda já revirava os olhos e me apetecia gritar "tem algum amor próprio e não andes como um cachorrinho atrás dele". Porque isto resume toda a história. Quando ao Cross fiquei com a sensação que ele não se relevou ao longo do livro. A história dele foi contada, mas a personagem continuou meio obscura. E é isto, não gostei.

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

 

publicado às 21:00

 

Um Marquês Irresistível (The Rules of Scoundrels, #1)

Penso que já li um livro desta autora (afinal foram dois) mas não me lembro de o nome dela ter ficado no meu radar. Entretanto surgiu uma promoção e comprei este aqui. Segunda edição, já ganhou um prémio, fiquei curiosa.

 

Penelope é uma solteirona cujo noivado perfeito foi marcado pelo escândalo: o noivo trocou-a por amor. Desde então Penelope sempre desejou mais que um casamento de conveniência, mas o tempo passa e a tal chama não surge. Resignada a aceitar qualquer um em prol do futuro das irmãs, fica surpreendida quando o pai adiciona ao seu dote um terreno muito valioso que outrora pertenceu ao marques de Bourne. Bourne perdeu quase tudo o que tinha numa aposta. Teve de começar do zero e acabou duplicado a sua fortuna como sócio d'O Anjo Caído, um dos clubes mais infames de Londres, onde todos os vícios da sociedade coabitam. Penelope é apenas um meio para reaver tudo o que foi seu e alcançar a vingança do homem que lhe tirou tudo.

 

O inicio tem muita  ação, o rapto de Penelope e Bourne com tudo o de mau que tem. Penelope começa como a jovem inocente cheia de sonhos e termina o livro como a mulher tentadora que sabe o que quer e a sua evolução enquanto personagem é um bombom. Bourne por outro lado começa como o mau da fita e a sua passagem para o outro lado não é bem conseguida. Para mim foi um bocado abrupto: num momento está cego de vingança noutro apaixonado pela Penelope. A ideia era boa, mas não foi bem conseguida. Este género de personagem não é o meu favorito, é preciso muita habilidade para tornar a mudança credível e esta é para mim a grande falha deste livro. No entanto todo o resto da história é deliciosa, com reviravoltas, humor, drama e um romance lento. E claro que a dinâmica do clube e dos seus sócios trás uma nota diferente e bastante interessante.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

publicado às 11:47

Louca

08.12.19

Louca

Olhando para trás...penso que louca fiquei eu depois de ler este livro.

 

O clássico de duas gémeas, uma certinha e perfeita a outra diabólica e imperfeita que trocam de papeis um dia, mas a boazinha aparece morta e a má assume a vida dela. E tudo o que podia dar errado...dá.

 

Alvie, também conhecida como a gémea má é a típica anti-heroína, que faz tudo o que não deve fazer. E se a maioria dos leitoras a amaram por isso...bem eu tive duas fases com ela. Na primeira parte, achei-a ligeiramente passada, mas ao mesmo tempo percebia o clima de rejeição que a levou onde está. Ao mesmo tempo, a gémea boa (Beth) não é assim tão boa e acontece toda aquela cena da substituição e morte.

 

Durante mais alguns capítulos ainda me prendeu, mas entretanto entrou numa espiral de tal modo caótica (e sem sentido?) que toda a história me pareceu tão incoerente que ... larguei o livro. Ainda li o último capitulo e honestamente, não fiquei arrependida de ter parado. Não é que a Alvie tenha mudado a sua essência (que me tinha interessado na primeira parte, como um humor mais sinistro) mas acho que todo o cenário ficou demasiado sem nexo, as coisas aconteciam com uma justificação às três pancadas e segue para o próximo. Estava a espera de algo mais policial, menos aleatório e com uma história bem melhor  por detrás da Beth e do marido (demasiado óbvio!) e da loucura da Alvie.

 

Não deixa de ser um livro louco, mas simplesmente não é para mim.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

publicado às 23:20



Disclaimer

Todas as imagens de livros publicadas são retiradas do site das editoras ou dos próprios autores. A imagem de fundo pode ser encontrada aqui.

Classificação

Nem consegui terminar
Não gostei
Ok
Bom
Amei

Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D


subscrever feeds


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.