Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



9 Regras a Quebrar Para o Conquistar (Love By Numbers, #1)

Olhando para o nome deste livro parece...um livro manhoso de auto ajuda. Na adolescência o meu irmão tinha um livro qualquer coisa como "Técnicas de sedução, saiba como engata-la" e este titulo ficaria a matar num livro desses. Mas tirando o titulo é um livro fofinho e divertido.

 

Calpurnia é uma solteira de 28 anos no tempo em que ser solteirona era a vergonha absoluta. Farta de ser certinha decide aventurar-se e faz uma lista de tudo o que lhe é proibido e ela quer experimentar: ver um duelo, disparar uma arma, beber whisky numa taberna, fumar um charuto, etc. 

 

A parte mais divertida do livro é realmente as aventuras da Callie para fazer coisas que lhe eram proibidas. Gabriel, o seu parceiro de aventuras, contribui também para animar e os dois fazem um par que entretém bastante. Outro ponto forte é a dinâmica das personagens em volta, como os irmãos de Callie e de Gabriel (sendo que um deles tem o seu próprio livro do qual não fui grande fã). Uma leitura agradável e divertida, é ótimo para descontrair! 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

publicado às 20:56

Um anjo caído

20.01.20

Um Anjo Caído (The Rules of Scoundrels, #4)

No fim ficou apenas por contar a história do fundador do infame clube de jogo Anjo Caído. Que afinal é uma fundadora. Georgiana é irmã de um duque e é expulsa da sociedade porque teve um caso que gerou uma filha bastarda. O seu escape foi conseguir fundar um clube de jogo com apoio de outros nobres também caídos em desgraça criando o seu alter-ego Chase. O motivo: a vingança de todos os nobres, obtendo assim os seus segredos e brincando de Deus com as suas vidas. Georgiana é assim, durante a história, três personagens: ela própria, Chase o fundador do Anjo e Anna uma prostituta famosa e suposta amante de Chase (e a porta de comunicação com ele). 

 

O jornalista Duncan West há muito que negoceia com Chase as histórias mais quentes, mas agora os seus mundos estão prestes a colidir. Nas entrelinhas conhece Georgiana e Anna e percebe que são a mesma pessoa e começa a sofrer ciumes de Chase que parece controlar as duas vidas de Georgiana como um amante exigente.

 

Questões sobre esta história que revelam pouca coerência:

1. Neste período já havia impérios de jornais com poder de mudar completamente a reputação de alguém? (18xx)

2. Nunca ninguém viu Chase mas toda a gente acredita que ele existe e têm medo do seu poder.

3. Nunca ninguém reconheceu Georgiana como Anna a não ser Ducan.

4. Relacionado com o ponto anterior, Duncan descobre em três tempos um alter-ego de Georgiana mas demora um livro inteiro a descobrir o outro quando lhe são esfregadas na cara imensas pistas (afinal não é um jornalista assim tão bom?).

5. Mesmo que Georgiana casasse com alguém com titulo numa sociedade tão restritiva a filha dela seria sempre bastarda e alvo de escárnio.

 

Pontos positivos:

1. A premissa da história é bastante interessante e refrescante, apesar das incoerências acima referidas. 

2. A filha de Georgiana é inteligente e tem presença. Parece bem mais racional que a mãe.

 

Concluído, gostei mais ou menos. A base era interessante embora Georgiana/Chase não se tenha revelado tão inteligente como se previa nos livros anteriores. Não gostei muito do Duncan e a evolução geral da história é lenta e está sempre a bater nos mesmos dilemas.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

publicado às 23:27

Um Duque Glorioso (The Rules of Scoundrels, #3)

Este livro poderia ser descrito como uma história de redenção, mas não é. Este livro é na realidade sobre como detestar a protagonista feminina desde a primeira página e como ter vontade de dar um par de estalos ao protagonista masculino por ficar com ela depois de tudo o que ela lhe fez.

 

Há muitos anos William foi acusado do assassinado de Mara e perdeu tudo incluindo a sua reputação e o seu orgulho. Afinal, ele não se lembrava de nada daquela noite portanto sempre assumiu que era na realidade, um duque assassino. Como Temple, passou das ruas para o ringue e hoje é sócio do clube mais infame da cidade tendo reconstruido a sua vida, embora não se consiga livrar dos fantasmas do passado e daquilo que perdeu. Mara desapareceu para fugir da sua vida, mas uma divida do irmão ao pecaminoso clube de jogo faz com que ela surja dos mortos com um acordo para o seu suposto assassino: a sua redenção em troca de tudo que o irmão perdeu.

 

Então vamos começar a lista de coisas que me irritaram profundamente na Mara:

1- Achou que o seu plano para desaparecer incluía drogar um rapaz interessante que conheceu.

2- Quando se apercebeu que o mesmo estava a ser acusado e julgado pelo seu assassinato continuou a fazer-se de morta (e assim continuou durante muitos anos). 

3- Quando se tenta "redimir" vem sempre com uma atitude arrogante como se tivesse sido o Temple que lhe tivesse feito mal a ela. Esta atitude mantêm-se durante 90% do livro.

4- A moça pode ter tido um pai difícil e agora tentar salvar um orfanato, mas a forma como isso foi encaixado pareceu mais uma tentativa pobre de justificar as suas atitudes egoístas.

 

Coisas que odiei no Temple:

1- Ter ficado com ela no final. Devia mesmo tê-la deixado ir quando ela fugiu.

 

Coisas que adorei:

1- Todos os do clube estarem contra ela.

2- A porca de estimação da Mara.

 

E é isto, se quiserem odiar a sério uma personagem, este é o livro.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

publicado às 22:13

Um Conde Apaixonante (The Rules of Scoundrels, #2)

Lançada pelo livro anterior da série, fui atrás da Pippa e do Cross para ver no que ia dar. É fácil identificar-se com uma heroína nerd e estranha, mas a história não lhe serviu bem.

 

Pippa está prestes a casar-se com um conde, mas como mulher da ciência quer descobrir o máximo que pode sobre o que se passa na noite de núpcias. Como? Indo ao clube do cunhado propor um acordo cientifico a um dos sócios. Cross ao inicio diz que não, chama-a de louca, mas ela volta e insiste e ele lá cede.

 

Durante a leitura deste livro tive várias vezes a sensação que estava presa num circulo infinito. Porque acabava sempre num cenário da Pippa andar atrás do Cross para ele lhe explicar a mecânica da noite de núpcias. E se da primeira vez até foi engraçado, da segunda já revirava os olhos e me apetecia gritar "tem algum amor próprio e não andes como um cachorrinho atrás dele". Porque isto resume toda a história. Quando ao Cross fiquei com a sensação que ele não se relevou ao longo do livro. A história dele foi contada, mas a personagem continuou meio obscura. E é isto, não gostei.

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

 

publicado às 21:00

 

Um Marquês Irresistível (The Rules of Scoundrels, #1)

Penso que já li um livro desta autora (afinal foram dois) mas não me lembro de o nome dela ter ficado no meu radar. Entretanto surgiu uma promoção e comprei este aqui. Segunda edição, já ganhou um prémio, fiquei curiosa.

 

Penelope é uma solteirona cujo noivado perfeito foi marcado pelo escândalo: o noivo trocou-a por amor. Desde então Penelope sempre desejou mais que um casamento de conveniência, mas o tempo passa e a tal chama não surge. Resignada a aceitar qualquer um em prol do futuro das irmãs, fica surpreendida quando o pai adiciona ao seu dote um terreno muito valioso que outrora pertenceu ao marques de Bourne. Bourne perdeu quase tudo o que tinha numa aposta. Teve de começar do zero e acabou duplicado a sua fortuna como sócio d'O Anjo Caído, um dos clubes mais infames de Londres, onde todos os vícios da sociedade coabitam. Penelope é apenas um meio para reaver tudo o que foi seu e alcançar a vingança do homem que lhe tirou tudo.

 

O inicio tem muita  ação, o rapto de Penelope e Bourne com tudo o de mau que tem. Penelope começa como a jovem inocente cheia de sonhos e termina o livro como a mulher tentadora que sabe o que quer e a sua evolução enquanto personagem é um bombom. Bourne por outro lado começa como o mau da fita e a sua passagem para o outro lado não é bem conseguida. Para mim foi um bocado abrupto: num momento está cego de vingança noutro apaixonado pela Penelope. A ideia era boa, mas não foi bem conseguida. Este género de personagem não é o meu favorito, é preciso muita habilidade para tornar a mudança credível e esta é para mim a grande falha deste livro. No entanto todo o resto da história é deliciosa, com reviravoltas, humor, drama e um romance lento. E claro que a dinâmica do clube e dos seus sócios trás uma nota diferente e bastante interessante.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

publicado às 11:47

10 Segredos para Ser Seduzida por um Lorde  (Love By Numbers, #2)

Quando li a sinopse deste aqui pensei...onde eu já vi isto: senhoras criam refugio para fugir de passados trágicos... pois, numa série da Madeline Hunter, conhecida por Wallflowers. Há algumas nuances claro, esta versão é mais "ilegal" e mais perigosa para elas.

 

Isabel é filha de um conde que gastou todo o dinheiro no jogo e concedeu a sua mão em diversos jogos de azar. Por sorte, ela conseguiu expulsar sempre os seus "noivos". Com a morte do pai, ela fica com um irmão conde de apenas dez anos e uma casa cheia de mulheres escondidas que se disfarçam de homens. Nicholas é eleito por uma revista um dos solteiros mais elegíveis. Quando uma amigo lhe pede para encontrar a irmã que desapareceu ele aproveita a oportunidade para sair de Londres e das mulheres que se atiram a seus pés. A pista leva-o até Isabel e os dois acabam por se envolver num jogo perigoso que pode denunciar e destruir o segredo de Isabel.

 

Dito isto tudo, a história é fofinha, um pouco parecida com outras como mencionei no inicio, embora a parte de ter um mordomo, um jardineiro, um cavalariço em que todos são mulheres disfarçados dá uma dinâmica mais divertida a história. O casal principal é ok, não senti nenhuma empatia especial, mas também não foram desagradáveis. A história não tem o melhor ritmo do mundo, mas quando se está doente e não se pode sair de casa, acaba por ir andando e para o final fica mais interessante.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

publicado às 19:50

Acordo com o Marquês (Scandal & Scoundrel, #1)

As pessoas usam os livros para vários fins: para conhecer melhor o mundo, ou a si mesmos ou aprender sobre um tema técnico. Eu uso os livros como válvula de escape e terapia anti stress. E este género de livros são o mais anti stress possível. Não aprendi nada de útil no fim deles, mas sou sem dúvida uma pessoa mais alegre.

 

Nunca tinha lido nenhum livro desta autora, confesso que por causa das capas e dos títulos. Pensava que era mais uma daquelas autoras que surgiu no género em que as histórias não tinham grande interesse, mas fui bastante surpreendida. Sarach MacLean sabe escrever um romance com drama, paixão e o que eu valorizo mais, humor.

 

Sophie Talbot faz parte de uma família de novos ricos que "compraram" o titulo nobre da família. Ela e as irmãs são uma espécie de Kardashians do século XIX, sempre na boca dos folhetos de cusquices e meio desprezadas meio desejadas por quem as rodeia. Um dia Sophie encontra o cunhado a trair a irmã e humilha-o diante de toda a aristocracia, que lhe vira as costas a ela. Na sua fuga, cruza-se com Marquês de Eversley que é (adivinhem!) um boémio solteiro conhecido por terminar noivados (de terceiros, sendo apanhado com a noiva). Juntos encenam uma fuga caricata que acaba num acordo: Sophie finge ser sua noiva para ele se vingar do pai, enquanto ela poderá ter a liberdade que sempre quis se tiver a reputação arruinada.

 

O livro é divertido e Sophie é uma protagonista que não aborrece ninguém. Eversley é um grande parvo a maioria do livro, e se na vida real não suportaria alguém assim, no livro não me faz grande diferença e é a sua teimosia que gera muitos dos momentos divertidos do livro. 

 

Uma escolha surpreendente e interessante para relaxar, mesmo que este Verão esteja a ser mais farrusco.

 

Classificação: Ficheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svgFicheiro:Star Ouro.svg

publicado às 22:52



Disclaimer

Todas as imagens de livros publicadas são retiradas do site das editoras ou dos próprios autores. A imagem de fundo pode ser encontrada aqui.

Classificação

Nem consegui terminar
Não gostei
Ok
Bom
Amei

Mais sobre mim

foto do autor


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D



Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.